Data: 28/08/2018

Os confrades Fernando Machado e Orlando Carvalho, de Macaé-RJ, compartilham com a Adega do Chamon os vinhos degustados e as harmonizações da última reunião de sua confraria.   


Fernando deixa claro que a sequência não foi pré-definida. Cada confrade levou algumas garrafas e foram abrindo as que julgaram melhor para o momento.


"Começamos abrindo o espumante Provado, um Brut Rosè da linha de entrada da vinícola Cavas do Vale. Leve, refrescante e descompromissado. No nariz bastante frutado. Na boca, boa acidez que equilibrava bem o açúcar. Acompanhou muito bem uma “surpresa de provolone”, entrada composta de uma abobrinha recheada de queijos. Tanto o prato quanto o espumante eram leves e o sabor doce do coulis de frutas vermelhas que acompanhava o prato, junto com o toque defumado do provolone gratinado, fizeram uma ótima harmonização com o espumante.


Abrimos em seguida um espumante Calza Nature 2013 para acompanhar. Uma proposta completamente diferente do primeiro, este nature se mostrou encorpado, com uma estrutura muito boa e aromas mais minerais e terrosos. Uma perlage persistente e agradável na boca, além de um toque amanteigado. A estrutura e a acidez eram realçadas pelo fondue de queijo que o acompanhou, harmonizando maravilhosamente bem.


Ainda acompanhando o fondue de queijo, partimos para os tintos. Começamos pelo Merlot 2005, da Calza. Um vinho que envelheceu muito bem e somente ganhou com o tempo. No nariz, um vinho muito presente, com aromas muito complexos e bastante terciários. Indecifrável, o que só o tornava mais interessante. Na boca, mesmo amaciado pelo tempo, mostra presença e uma acidez muito agradável. Após respirar no decanter, mostrou grande evolução, apresentando mais acidez e taninos do que no início. Aveludado e agradável, mas com uma boa estrutura.


Então decidimos abrir o Sangiovese 2015 sem passagem por madeira, também da Calza, em parceria com o nosso amigo enólogo Douglas Chamon. Em princípio, achamos que seria um erro abri-lo logo após o Merlot. Afinal, a sangiovese é uma uva que produz vinhos mais elegantes e de corpo mais leve e aquele merlot, mesmo envelhecido, era um vinho muito marcante. Porém, para nossa grata surpresa, estávamos errados: o vinho marcou presença com suas características primárias e secundárias bem definidas! Apesar de elegante, sua acidez se fazia presente, tornando-o um vinho leve, porém muito vivo. E as frutas “saltavam” no nariz, arrancando elogios unânimes.


Com o serviço do fondue de carne, partimos para os tintos mais jovens. Começamos com um Merlot Tolstoi 2012, da vinícola Enos. Um vinho desconhecido para a maioria dos confrades. Um merlot jovem e bem encorpado. Acidez muito presente e taninos muito agradáveis. No nariz, ameixas e frutas vermelhas.


Na sequência o merlot Dom de Minas, da vinícola Luiz Porto. Um vinho do sul de Minas Gerais, região que começa a aparecer no mapa da enologia brasileira. Também encorpado, mas uma proposta bem diferente do merlot da Enos: neste vinho mineiro, destaque para as notas minerais e terrosas. Um belo trabalho de valorização do terroir.


Encerrando os tintos, abrimos aquele que seria o mais potente da noite: o Tannat Gran Reserva 2012 da Enos. Um vinho que deixa clara sua passagem em barricas de carvalho, mas que ainda preserva os taninos que são a principal característica desta uva. Taninos macios equilibrando com uma boa acidez. Um vinho encorpado que encerrou bem a sequência de vinhos tintos.


E, para finalizar a noite e acompanhar um fondue de chocolate, foi - nos apresentado um vinho licoroso da serra catarinense: o Portento. Fortificado, com características muito próximas a um porto ruby: frutado sem ser doce em excesso.


Ao final, comentamos que nenhum vinho servido na noite foi bom. Todos foram ótimos! Uma sequência que mostra que a produção de vinhos no Brasil está atingindo uma qualidade excepcional e, principalmente, ressaltando diversas regiões do país!"



Parabéns, Fernando e Orlando! Obrigado por compartilhar com a Adega do Chamon mais uma bela noite com bons vinhos, boa gastronomia e grande amizade.


Até a próxima!!!