Nesta matéria conjunta, apresento breves avaliações de produtos feitas por enófilos em regiões diferentes do Brasil. Confirma que os vinhos e espumantes brasileiros fazem parte da adega de muitos amantes da bebida pelo Brasil.

 

                                     



Os paulistas João Paulo Guimarães e Nuria Figols degustaram o Casa Perini Marselan 2014: “Vinho demais! Aromas, textura, sabor...acompanhado de amêndoas cruas, que não interferem no paladar, dando ao vinho o destaque merecido”.



A fluminense Danieli De Jesus degustou o vinho branco da uva tinta Merlot, diversidade apresentada ao mercado pela vinícola Dunamis, de Gramado - RS. Primeiro Danieli ressalta a excelente recepção que teve ao visitar a vinícola. Sobre este vinho branco, ficou maravilhoso ao ser harmonizado com camarão flambado com conhaque e regado no creme de leite com pistache. Para Danieli trata-se de um outra proposta que deve ser entendida por quem o degusta, pois se difere completamente dos vinhos elaborados com as clássicas Chardonnay e Sauvignon Blanc, por exemplo. É um vinho descomplicado, leve, com menor acidez, de aromas amanteigados e amendoados.



Ubirajara Pinto, membro da Confraria da Terça, degustaram o Rebo da Safra 2015 da vinícola Barcarola. “Começou muito simples, mas depois de uma hora se mostrou outro vinho. Mais aromático. Bem tânico e com boa persistência. Pro meu paladar, eu descreveria como um ótimo vinho simples. Quando eu digo um ótimo vinho simples, eu quero dizer que ele está "melhor que seus R$50,00". No início estava fechado, mas depois ficou mais aromático, com notas de casca de madeira verde, um leve defumado no final e fruta fresca levemente presente. Na boca aparentava um vinho jovem, com taninos e acidez ainda vivos, mas agradáveis, equilibrados, e persistência acentuada, tanto que não exigiu harmonização para ser degustado, e não "se entendeu" com um queijo amarelo que estava à mesa.