O último encontro da confraria I’bei foi dedicada à cultivar italiana Sangiovese, sendo degustados três vinhos italianos, um Brunello de Montalcino e dois Chianti, dois brasileiros e  um argentino. Como não deveria ser diferente, por estar entre os melhores vinhos do mundo, e consequentemente caro, o Brunello de Montalcino impressiona sempre, não devendo ser base para a comparação com os demais vinhos. Porém, entre os demais, que podem ser comparados, o Sangiovese da vinícola Calza de Monte Belo do Sul, uma pequena cantina, foi para muitos dos confrades a grande surpresa da noite. Demonstrando-se um típico Sangiovese, com uma cor mais clara e ótima acidez e corpo médio, este vinho me fez descobrir a minha grande falha de ainda não conhecer pessoalmente esta vinícola, um equívoco que pretendo corrigir em breve, pois além do Sangiovese, certamente há outros vinhos maravilhosos para serem descobertos nesta pequena notável.