Grandes vinhos em um local aconchegante e inspirador, com recepção carinhosa dos proprietários, colaboradores e enólogos. Assim resumo a degustação dos rótulos da vinícola Máximo Boschi na Refinaria Deli Gourmet, em Bento Gonçalves.


Ao contrário de muitas lojas especializadas, na Refinaria os produtos do Brasil são valorizados pelos proprietários André e Fabiano Valduga. Por serem parceiros na comercialização dos vinhos Máximo Boschi, elaborados pelos enólogos Renato Savaris, Daniel Dalla Valle e Lucas Foppa Alves, amigos e clientes foram convidados a avaliar os exemplares desta vinícola em uma programação denominada “Encontro Refinado”. Em um local envolvente, com pessoas simpáticas, ótimos vinhos e pratos, e uma informalidade que deu um toque especial ao evento, todos experimentamos horas muito agradáveis.


Por chegar um pouco mais cedo, conversei com os proprietários da Refinaria e iniciei a degustação de um dos espumantes com os amigos Lucas Foppa e Tainá Plautz. Percebi que a noite seria “de alto nível”.



 


Aos que acreditam que vinhos brancos, e sobretudo, espumantes, devem ser sempre bebidos jovens, é importante que repensem a ideia. A elaboração de vinhos brancos ou bases para espumante encorpados é possível, a partir de uvas com maior maturação, inclusive nas variedades tintas para os espumantes, bem como, a passagem por carvalho e longo tempo de maturação na garrafa em contato com as leveduras, pelo método tradicional na produção de espumantes, resulta em vinhos encorpados e complexos, com ótimo potencial de amadurecimento. O objetivo é oferecer ao consumidor espumantes e brancos que possuem acidez mais suave, com paladar macio e aveludado, com bom volume de boca por conta do maior extrato seco e aromas complexos, secundários e terciários, que variam de frutas maduras a secas, baunilha, caramelo, especiarias, pão, entre outros. Assim são os espumantes Máximo Boschi.


Em ambos os casos, o Brut Rosé e o Extra Brut Speciale 2009 Branco estavam fantásticos, elegantes e complexos, perfeitos para harmonizarem com o Consomê de Moranga, Croutons e Amor Perfeito (flor comestível), preparado pelo Chef Thiago Garbin, responsável pelos pratos da noite.


OS TINTOS - EXCELÊNCIA


Há muito defendo a qualidade do vinho nacional e, principalmente, o potencial de guarda de muitos rótulos, entretanto, fico feliz por ainda me surpreender quando me deparo com vinhos de excelência como os tintos da Máximo Boschi. Garantir que são comparáveis a grandes vinhos europeus não é arrogância de minha parte. Agora, descrever as características destes vinhos, isto sim, é uma atividade difícil, dada a complexidade e constante evolução a cada minuto na taça. A sensação dos aromas e paladares que se sente ao degustar estes três exemplares, cada um com sua tipicidade, é simplesmente, difícil de se descrever. Assim, faço um comentário sobre cada exemplar: o Merlot, um caleidoscópio de aromas e sabores; o o Cabernet Sauvignon 2006, maravilhoso, mas um jovem pronto para mais 10 ou 15 anos de garrafa; o Cabernet Sauvignon 2000, a perfeita evolução de um vinho.


Nas fotos, com o enólogo Lucas Foppa e a amiga Tainá Plautz (Jornal Design Serra)



Finalizo agradecendo a recepção de todos, em especial dos amigos Lucas Foppa Alves e da amiga Tainá Plautz, de quem recebi o convite, e conclamo a todos para apreciarem os vinhos da Máximo Boschi e conhecer a Refinaria Deli Gourmet.


Até nosso próximo encontro!!!